06 junho 2008


É, eu vejo pouco a pouco a menina se tornar mulher.
Sabe, dessas de cabelos lisos que balançam ao vento. Dessas, que se pintam. Que se enfeitam. Que se perfumam.
Sim, uma mulher. Dessas com agenda, maquiagem na bolsa, sapato nos pés e salto alto. Planos para o futuro e esperando para ser chamada "num" concurso.
Linda.
Sim, uma linda mulher.
Por mais que aquela garotinha gorda, de óculos de aro dourado (?!?!), camisetão, cabelo sempre preso, faladeira teime em acreditar.
Ainda que que a menina insista em falar alto demais, rir quando não deve e dar os foras mais engraçados sempre.
Ela agora olha no espelho e suspira admirada. A garotinha gorda nunca imaginou que ia se tornar uma mulher tão bonita.

6 comentários:

Vinícius Aguiar disse...

Autobiografia????
Se for, espero que este processo não esteja te trazendo nenhum conflito maior viu, afinal, é algo que faz parte da vida e só nos resta aceitar!
beijão e bom fim de semana!!

Denys Gabriel disse...

po,procurando alguma coisa pra ler aqui de cba te achei.Tão boa escritora,tão feminina....
Parabéns...

aaa...eu tento escrever tbm,se tiver tempo da uma passada no meu blog.Só não garanto tão grande qualidade quanto a sua.

Menino Beija-Flor disse...

e poe bonita nisso!!!!

:: Daniel :: disse...

Isso aconteceu comigo também... E eu confesso que é uma sensação tão boa encontar quem não nos vê depois de tanto tempo e diz: "Nossa, como você está diferente...".

Bjos!

:: Daniel :: disse...

Isso aconteceu comigo também... E eu confesso que é uma sensação tão boa encontar quem não nos vê depois de tanto tempo e diz: "Nossa, como você está diferente...".

Bjos!

André Arruda de Bem disse...

Metamorfose...